A AFP (Alfa-fetoproteína) é o exame mais comumente utilizado em pacientes com suspeita de câncer hepático (carcinoma hepatocelular ou CHC).

Como ela é produzida pelas células hepáticas imaturas do feto, seus níveis estão elevados logo após o nascimento, diminuindo progressivamente até atingir níveis da idade adulta por volta de um ano de idade. Assim, crianças que apresentam defeitos do tubo neural (malformações fetais no cérebro ou na medula espinhal causadas por deficiência de ácido fólico durante a gestação), também apresentam níveis elevados de AFP.

O Imuno-Rápido AFP da Wama Diagnóstica é um teste de triagem bastante útil na identificação desses pacientes.

Em adultos, são observados níveis bastante elevados em apenas três condições clínicas:

  1. Carcinoma hepatocelular (CHC).
  2. Tumores de células germinativas (tumor de testículo e ovário).
  3. Tumores com metástases para o fígado (com origem em outros órgãos).

É importante lembrar, entretanto, que pacientes com hepatite crônica e cirrose podem apresentar níveis elevados de AFP, apesar de não apresentarem CHC. Entretanto, a persistência desses níveis elevados ou crescentes caracteriza risco elevado de desenvolvimento de CHC ou já possuírem um tumor que ainda não foi clinicamente descoberto.

Do exposto, a dosagem de AFP deve ser indicada nas seguintes situações:

–  Suspeita de câncer de fígado, testículo ou ovário.

–  Para monitorar um paciente com doença hepática crônica quanto ao surgimento de carcinoma hepatocelular.

–  Monitorar a efetividade do tratamento de pacientes que estejam sendo tratados de câncer de fígado, testículo ou ovário.

–  Monitorar a possibilidade de recorrência do tumor.

Apresentação: 10, 20 e 40 testes.

Tags:

Alfa-fetoproteína, Imuno-Rápido AFP, Wama Diagnóstica

Compartilhe: