O projeto realizado no âmbito da cooperação Sul-Sul busca apoiar, de forma sustentável, o Programa de Luta contra a Tuberculose de São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe passa a contar com laboratório de referência para o tratamento de tuberculose

O Brasil inaugurou, no dia 27 de janeiro, o Laboratório Nacional de Referência para a Tuberculose em São Tomé e Príncipe, visando desenvolver o conhecimento científico e melhorar o diagnóstico desta enfermidade no país. A cerimônia contou com a presença da ministra da Saúde de São Tomé e Príncipe, Maria de Jesus Trovoada, e do Embaixador do Brasil no país, Vilmar Rogério Coutinho Junior, além de delegação brasileira formada por representantes da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e do Ministério da Saúde.

O laboratório localiza-se no Hospital Ayres de Menezes, nos arredores da capital são-tomense, e foi inaugurado pela ministra de saúde, Maria de Jesus. Na ocasião, a ministra destacou que “a construção desse laboratório nacional busca a melhoria do diagnóstico da doença no país, além de desenvolver e valorizar o conhecimento científico. Dessa forma, contribui para uma resposta mais eficaz na luta contra a Tuberculose que ainda é um dos problemas de saúde pública de São Tomé e Príncipe”.

A obra é um dos resultados do projeto de cooperação Sul-Sul, entre o governo são-tomense e brasileiro de “Apoio ao Programa de Luta Contra a Tuberculose”, que contempla todos os eixos da Estratégia DOTS (Direct Observed Tratament Short-course), promovendo a descentralização do atendimento para todos os distritos sanitários e a ampliação da capacidade de diagnóstico, com o fortalecimento da retaguarda laboratorial e a implantação do teste de cultura de escarro.

Outro eixo importante do projeto é a capacitação de recursos humanos, tanto para o quadro do laboratório como para o Programa de Tuberculose santomense. Cabe ressaltar que após a inauguração do Laboratório, o projeto continuará com as atividades de capacitação e com o fornecimento de insumos pelo prazo de dois anos.

Cooperação técnica

Brasil e São Tomé e Príncipe possuem projetos de cooperação técnica desde 2003, quando assinaram o “Protocolo de Intenções sobre Cooperação Técnica na Área de Saúde”. Os dois países já cooperaram em projetos de combate e prevenção de malária e HIV/AIDS. Atualmente, o Ministério da Saúde possui mais de 90 projetos e atividades de cooperação em saúde em execução em todos os continentes, com destaque para as parcerias com países da África lusófona, da América Latina e do Caribe.

Tags:

Laboratório Nacional de Referência para a Tuberculose, São Tomé e Príncipe

Compartilhe: