Interferência analítica em imunoensaios pelo uso de Biotina

No momento da coleta é sempre importante perguntar se o paciente está tomando Biotina

A Biotina é uma vitamina do complexo B solúvel em água. É também conhecida como Vitamina B7 ou Vitamina H. Por ser uma molécula pequena que se acopla covalentemente a proteínas, polipeptídeos e antígenos de baixo peso molecular, como hormônios, a biotina complexada tem sido usada como ligante em muitos ensaios imunométricos competitivos. Na verdade, o uso do complexo avidina/biotina teve um papel significativo no desenvolvimento do campo dos imunoensaios nos últimos 25 anos.

O uso de suplementação com biotina tem aumentado no mercado mundial, sendo a vitamina indicada para fortalecimento de cabelos e unhas, perda de peso, melhora no metabolismo da glicose e como suplemento energético.

O uso de biotina também tem indicações mais precisas na deficiência genética de biotina, nas desordens mitocondriais e, em altas doses, em esclerose múltipla, câimbras em pacientes hemodialisados e em pacientes com síndromes de má absorção e em nutrição parenteral total.

A biotina está disponível nas farmácias em doses de 100 mg, muito acima das necessidades diárias que são estimadas em 30 mcg/dia. Estima-se que 15 a 20% dos indivíduos nos EUA fazem uso diário de biotina.

Mais recentemente, diversos relatos de interferência analítica em imunoensaios pelo uso de Biotina têm sido publicados. Estes relatos mostram interferência na dosagem de hormônios da tireoide, PTH e outros parâmetros, com resultados que podem ser falsamente elevados ou reduzidos (1, 2, 3). Experimentalmente, no entanto, muitos outros analitos e pesquisas imunológicas podem apresentar interferência a partir do uso de Biotina, como relatado por Holmes et al (4).

Em 28 de novembro de 2017 o FDA publicou uma comunicação de segurança em virtude do relato de um óbito relacionado a uma dosagem falsamente baixa de Troponina: The FDA Warns that Biotin May Interfere with Lab Tests (5). Nesta publicação, algumas recomendações são feitas para os profissionais de laboratório. As principais estão aqui, que o Cerba-LCA também recomenda aos laboratórios brasileiros:

– Se o laboratório utiliza ensaios com tecnologia que sofre interferência pelo uso da biotina, esteja alerta de que é difícil identificar amostras que contém Biotina. Assim, é importante se comunicar com médicos e pacientes para prevenir a liberação de resultados incorretos;

– No momento da coleta, sempre perguntar se o paciente está tomando Biotina;

– Educar os médicos sobre a interferência causada pela Biotina nos testes usados no laboratório;

– Considerar que suplementos contendo altos níveis de biotina podem levar a uma dose diária de até 300 mg por dia. Estes níveis podem levar a interferência significativa em vários testes laboratoriais;

– Dados atualmente disponíveis ainda são insuficientes para uma recomendação segura para os pacientes que usam Biotina e seu impacto nos testes laboratoriais afetados, incluindo o tempo necessário para depuração;

– Ter comunicação ativa com os fabricantes ou fornecedores de testes laboratoriais e perguntar se os ensaios utilizados possuem interferência com o uso terapêutico da Biotina.

Os ensaios utilizados pelo Cerba-LCA são relatados pela literatura como livres de interferência pelo uso clínico da Biotina.

Referências

1. Falsely low parathyroid hormone secondary to biotin interference: a case series. Waghray AMilas MNyalakonda KSiperstein AE. Endocr Pract. – Vol 19, No. 3, 451-455, 2013.

2. Biotin Treatment Mimicking Graves’ Disease. Kummer S, Hermsen D, Distelmaier F.  N Engl J Med. Vol 375, 704-706, 2016.

3. Biotin Interference with Routine Clinical Immunoassays: Understand the Causes and Mitigate the Risks. Shanika Samarasinghe; Farah Meah; Vinita Singh; Arshi Basit; Nicholas Emanuele; Mary Ann Emanuele; Alaleh Mazhari; Earle W. Holmes. Endocr Pract. – Vol 23, No. 8, 989-998, 2017.

4. Biotin Interference in Clinical Immunoassays: A Cause for Concern. Earle W. Holmes; Shanika Samarasinghe; Mary Ann Emanuele; Farah Meah. Arch Pathol Lab Med. – Vol 141, 1459-60, November 2017. 

5. The FDA Warns that Biotin May Interfere with Lab Tests: FDA Safety Communication. – Date Issued 28/11/2017. 

Tags:

Biotina, molécula, vitamina

Compartilhe: