Tecnologia ajuda hospitais a detectar “superbactérias” e evita uso inapropriado de antibióticos, que fomenta desenvolvimento de resistência bacteriana

Compacto, BD Phoenix™ M50 orienta o tratamento médico e evita uso inapropriado de antibióticos (Divulgação/ BD)

As “superbactérias” são consideradas a próxima grande ameaça global em saúde pública pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, o Ministério da Saúde elabora um plano nacional de combate a bactérias resistentes, para fortalecer o conhecimento científico sobre o tema, expandir a rede de saneamento básico no país e ajudar a prevenir infecções.

“Prevenir e tratar infecções de forma eficaz é fundamental, porque o uso excessivo ou parcial e sem direcionamento correto dos medicamentos seleciona as bactérias mais fortes, em um círculo vicioso”, disse a Dra. Mirtes Sales, gerente do Laboratório Clínico da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, advertindo para a prescrição indiscriminada de antibióticos.

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, até 50% das prescrições de antibióticos são feitas incorretamente, quando não são necessárias ou em uma dosagem ou duração incorreta.

“O uso indiscriminado dos antimicrobianos é o fator mais importante que leva à resistência aos antibióticos em todo o mundo”, alerta o CDC. “Interromper ao menos parte do uso inapropriado e desnecessário de antibióticos em pessoas e animais ajudaria muito a desacelerar a proliferação de bactérias resistentes”.

Nesse cenário, os laboratórios e centros diagnósticos têm papel fundamental de fornecer resultados rápidos e precisos de identificação bacteriana, com o objetivo de orientar a decisão médica de forma ágil e eficaz, prezando pela vida do paciente e também pelo controle da disseminação de bactérias resistentes.

Para tanto, a BD, líder global em tecnologia médica, anuncia o lançamento do BD Phoenix™ M50. Em conjunto com o BD EpiCenter™, o BD Phoenix™ M50 fornece resultados de alta sensibilidade e qualidade exigidos pelos líderes em cuidados clínicos, contribuindo para o controle da infecção hospitalar. É uma solução capaz de fornecer dados de vigilância e epidemiologia relevantes às equipes de Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) para controles antimicrobianos e clínicos de forma rápida, fácil e assertiva, permitindo melhores decisões clínicas.

“A prevenção à resistência antimicrobiana é uma bandeira global da BD. Para atender as necessidades específicas do Brasil, a BD conta com um portfólio de testes de sensibilidade, desenvolvidos a partir de pesquisas locais”, disse Loren Paschoal, mestre em Microbiologia e supervisora científica da BD.

Tags:

antimicrobianos, BD Phoenix™ M50, superbactérias

Compartilhe: