O Centro de Excelência para Descoberta de Alvos Moleculares, um Centro de Pesquisa em Engenharia financiado por FAPESP e Glaxo-Smith Kline, com sede no Instituto Butantan, está com uma oportunidade disponível para pós-doutoramento.

O bolsista trabalhará no projeto “Investigação da ação de toxinas na osteoclastogênese e na ativação de linfócitos: busca de possíveis alvos terapêuticos”, desenvolvido no âmbito do Programa de Apoio à Pesquisa em Parceria para Inovação Tecnológica (PITE) da FAPESP. O prazo de inscrição termina no dia 30 de novembro de 2017.

O pós-doutorando terá a oportunidade de trabalhar em um projeto sobre a identificação/elucidação e validação de novos alvos/vias envolvidos na osteoclastogênese, utilizando como ferramentas proteínas e peptídeos de venenos de animais peçonhentos.

Como requisitos, o candidato deve ter doutorado em toxinologia ou áreas correlacionadas, pelo menos quatro publicações, sendo ao menos uma como primeiro autor, ter motivação para trabalhar em ambiente multidisciplinar e ser fluente em inglês com boas habilidades de escrita.

Além disso, o candidato deve ter experiência trabalhando com toxinas, imunofenotipagem e imunofluorescência. Ensaios in vivo (principalmente em modelos de camundongos) e cultivo e manutenção de diferentes linhagens celulares são habilidades essenciais para os candidatos. Experiências com microscopia confocal e análises bioquímicas como cromatografia e espectrometria de massa são desejadas.

Os interessados pela oportunidade devem enviar carta de apresentação descrevendo realizações de pesquisa, curriculum vitae e duas cartas de recomendação para o e-mail da professora coordenadora do projeto, Ana Marisa Chudzinski Tavassi (centd@butantan.gov.br).

Mais informações sobre as vagas estão disponíveis aqui.

A oportunidade está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da FAPESP no valor de R$ 7.174,80 mensais e Reserva Técnica. A Reserva Técnica de Bolsa de PD equivale a 15% do valor anual da bolsa e tem o objetivo de atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista resida em domicílio diferente e precise se mudar para a cidade onde se localiza a instituição-sede da pesquisa, poderá ter direito a um Auxílio-Instalação.

Compartilhe: