Alere

O Sistema Alere Triage MeterPro faz a medição do BNP

O peptídeo natriurético do tipo B (BNP) é um hormônio liberado pelos ventrículos sempre que o coração sofre agressão, seja ela crônica ou aguda, na tentativa de compensar os sistemas vasoconstrutores que são ativados nessas situações.

O BNP apresenta um importante valor preditivo negativo para excluir diagnóstico de insuficiência cardíaca (IC) em pacientes com dispneia aguda e tem grande valor prognóstico não só no contexto da IC, mas em uma gama de situações cardiovasculares, inclusive na população em geral, em indivíduos assintomáticos.

O BNP tem meia-vida curta, sendo portanto, uma molécula mais dinâmica, sofrendo menos influência da função renal e com valores de cortes independente da idade, o que facilita sua interpretação quando comparada com a molécula NT-proBNP.

Alere2

Ruptura do pro-BNP e liberação na circulação das moléculas o BNP (forma ativa) e NT-pro-BNP (forma inativa)

Desde 2012, a Sociedade Brasileira de Cardiologia enfatiza a importância da dosagem de BNP para o diagnóstico da insuficiência cardíaca, prognóstico da mesma e recomenda seu ponto de corte/interpretação. Além disso, inúmeras são as publicações que demonstram o benefício do custo-efetivo desse biomarcador, reduzindo o custo do tempo de internação e custo terapêutico.

 

< 100pg/ml
Descarta Insuficiência Cardíaca (IC)

100 – 400pg/ml
Valores nesta faixa devem ser avaliados com cautela juntamente com achados clínicos. Outras doenças elevam os níveis de BNP, como a Isquemia Miocárdica, Fibrilação Atrial, Embolia Pulmonar, Hipertrofia Ventricular Esquerda, Insulficiência Renal, Idosos Normais.

> 400pg/ml
Provável Insuficiência Cardíaca

Esta interpretação é válida quando o Clearence de Creatinina for >60ml/min.

 

Referências:

Atualização da Diretriz Brasileira de Insuficiência Cardíaca Crônica. Vol. 98, nº 1, Supl. 1, Janeiro 2012.

Villacorta Junior et. al. BNP em Pacientes com Insuficiência Cardíaca: não usar mais nem menos. Rev SOCERJ. 2008; 21 (5); 335-337.

Villacorta Junior et. al. Aplicações clínicas do Peptídeo Natriurético tipo B. Arquivos Brasileiros de Cardiologia – Volume 86, nº 4, Abr. 06.

Os equipamentos e reagentes comercializados pela Alere no Brasil estão devidamente registrados. Para obter a relação completa, contate-nos: [email protected]

Tags:

insuficiência cardíaca, molécula NT-proBNP, peptídeo natriurético do tipo B

Compartilhe: