Os benefícios da tecnologia CellaVision, antes disponível apenas para laboratórios de grande volume de amostras, agora estará disponível para laboratórios de todos os portes

Muitos profissionais de laboratório que trabalham na área da hematologia já conhecem ou trabalham com a tecnologia CellaVision para a realização da contagem diferencial automatizada de leucócitos. O equipamento faz a leitura das lâminas e fornece ao analista uma pré-classificação dos leucócitos, bem como a pré-caracterização dos eritrócitos através da análise morfológica conduzida por inteligência artificial.

Nos últimos quinze anos a morfologia celular digital tem se tornado uma realidade na maioria dos laboratórios de grande volume de amostras. Nestas instituições, é muito comum o acesso remoto aos analisadores CellaVision, onde um ou mais analistas acessam de forma remota as imagens das células dos pacientes que tiveram suas amostras selecionadas para a contagem diferencial. Este acesso remoto permite que colaboradores trabalhem remotamente, analisando amostras processadas em outro local, por exemplo, em um laboratório satélite, um hospital afastado dos grandes centros ou outro laboratório afiliado.

Os benefícios da tecnologia CellaVision, antes disponível apenas para laboratórios de grande volume de amostras, agora estará disponível para laboratórios de todos os portes. Durante a edição deste ano do AACC, maior evento de análises clínicas do mundo, a CellaVision apresentou um novo equipamento de pequeno porte, o DC-1 – ideal para laboratórios com pequeno volume de amostras.

O novo modelo processa uma lâmina por vez e possui todas as funcionalidades dos equipamentos CellaVision maiores. Desta forma, laboratórios pequenos também poderão contar com os recursos CellaVision, o que inclui o acesso remoto, permitindo a colaboração de analistas localizados em outros centros diagnósticos.

Especialistas em morfologia poderão opinar ou até mesmo assinar casos processados em laboratórios afastados. A telepatologia aumenta a precisão dos exames e a atuação dos especialistas em morfologia celular. É notável a redução do tempo de entrega dos resultados (TAT), o incremento da acurácia diagnóstica e da produtividade e, sobretudo, da consistência, uma vez que o processo de contagem diferencial se torna padronizado.

Mais informações: [email protected]

Impacto da implementação do Cellavision DC-1 em uma rede de laboratórios afiliados: clique para ler o artigo.

Tags:

CellaVision, hematologia, morfologia celular digital, Telepatologia

Compartilhe: