Elevados níveis da aldolase A no sangue podem ser encontrados em pacientes que apresentem lesões no músculo esquelético como resultado de traumas

Significado clínico da aldolase

A aldolase é responsável pela conversão da glicose em energia. No organismo humano podem ser encontradas três formas da enzima: A, B e C. A forma A é principalmente encontrada nos músculos e nas hemácias, enquanto que a forma B é encontrada no fígado, intestino e rins. Tanto a forma A e C podem ser encontradas no cérebro. Apesar da aldolase existir por todo o organismo, as maiores concentrações podem ser encontradas no fígado e músculos esqueléticos. Entretanto, os testes para esta enzima são rotineiramente utilizados para avaliar lesões no músculo esquelético.

Aldolase na prática clínica

Elevados níveis da aldolase A no sangue podem ser encontrados em pacientes que apresentem lesões no músculo esquelético como resultado de traumas, que inclui a dermatomiostite, mononucleose infecciosa, distrofia muscular, infarto do miocárdio e câncer hepático.

Essas condições levam a danos nas células e, consequentemente, à liberação da aldolase A para o sangue. Por outro lado, a concentração da aldolase A no sangue se mantém normal em casos no qual a fraqueza muscular é resultado de uma doença neurológica, como a esclerose múltipla. Portanto, a dosagem da concentração de aldolase A no sangue pode ser usada para determinar a origem da fraqueza muscular, diferenciando-a de um trauma muscular da miopatia neurológica.

Você sabia?

Altos níveis de aldolase são encontrados na distrofia muscular progressiva, que é uma desordem recessiva ligado ao cromossomo X, afetando predominantemente os meninos.

Benefícios do teste de aldolase da Randox

– Aplicações disponíveis para uma grande variedade de analisadores. Programas detalhados para instrumentos específicos tanto para o uso manual como os automáticos

– Correlação excepcional; coeficiente de r = 0.9917 quando comparado a outros métodos comerciais disponíveis

– Limites de valores entre 0.73 a 106 U/L

– Método UV

– Estabilidade do reagente de trabalho de 8 horas, quando armazenado entre 2 e 8°C

– Reagentes liofilizados para uma estabilidade aprimorada.

Contatar [email protected] para mais informações.

Tags:

aldolase, lesões no músculo esquelético, Randox

Compartilhe: