A melhor forma de prevenir o diabetes é com atividades físicas, alimentação saudável e evitando consumo de álcool, tabaco e outras drogas

O Brasil é o quarto país com o maior número de diabéticos do planeta. São 12,5 milhões de brasileiros afetados, segundo o Ministério da Saúde.

A melhor forma de prevenir o diabetes é com atividades físicas, alimentação saudável e evitando consumo de álcool, tabaco e outras drogas. A mudança de rotina pode ser difícil no começo, mas é uma possibilidade para adquirir novos hábitos que trazem mais bem-estar, evitando inclusive outras doenças crônicas.

Realizar consultas periódicas e fazer exames de sangue também é essencial para minimizar as chances da doença.

Por isto, o Alvaro Apoio está sempre investindo na evolução dos diagnósticos, como o exclusivo exame Copeptina, novo marcador para diabetes insípido com foco em pediatras e endócrinos.

Qual a causa?

O diabetes é causado pela insuficiência ou má absorção de insulina, hormônio responsável por quebrar as moléculas de glicose, ou seja, de açúcar, e transformá-las em energia para as células do organismo. Essa situação resulta na elevação da glicose no sangue, que pode levar a complicações no coração, nas artérias, nos olhos, nos rins e nos nervos. Em casos mais graves, o diabetes pode levar à morte.

Tipos e sintomas

O diabetes Mellitus pode se apresentar de diversas formas e possui dois tipos prevalentes, o tipo 1 e o tipo 2. Além disso, existe também o diabetes insípido.

Os principais sintomas são:

– Poliúria – a pessoa urina demais e, como isso a desidrata, sente muita sede (polidipsia)

– Aumento do apetite

– Alterações visuais

– Impotência sexual

– Infecções fúngicas na pele e nas unhas

– Feridas, especialmente nos membros inferiores, que demoram a cicatrizar

– Neuropatias diabéticas provocada pelo comprometimento das terminações nervosas

– Distúrbios cardíacos e renais

Com o aparecimento de qualquer sintoma, é fundamental que o paciente procure o atendimento médico especializado.

Tags:

Alvaro Apoio, diabetes, exame Copeptina

Compartilhe: