Confira as precauções relacionadas à transmissão do vírus da varíola do macaco

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta sobre a ocorrência de surtos de varíola do macaco (infecção pelo MPXV – Monkeypox) em diversos países não endêmicos.

Não há confirmação científica de que o vírus seja transmissível por meio de sangue, tecidos, células e órgãos e não há, até o momento, relatos de casos transmitidos por transfusão de sangue. Porém, por precaução, algumas medidas são recomendadas durante a triagem clínica dos candidatos à doação. São elas:

– Quem teve contato com pessoas ou animais infectados, mesmo que não tenha manifestado sintomas (por exemplo, febre e lesões na pele), não deve doar sangue até 21 dias após o contato.

– Quem tem ou teve a infecção pelo vírus não deve doar sangue até que todos os sintomas e lesões estejam totalmente resolvidos e, no mínimo, 21 dias após o início dos sintomas.

Acesse a Nota Técnica com orientações para a prevenção e o controle do Monkeypox nos serviços de saúde, emitida em 31 de maio.

Tags:

monkeypox

Compartilhe: