A Vyttra Diagnósticos possui em seu portfólio com exclusividade o único equipamento automatizado para coloração de testes de tuberculose, o SlideInk BK®

O corador SlideInk BK® é um sistema que utiliza a técnica de coloração à frio (Kinyoun), randômico, com capacidade para 25 lâminas

No mês de março é comemorado o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, a data foi criada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em homenagem aos 100 anos do descobrimento do bacilo da doença pelo médico Robert Koch em 24 de março de 1882.

No Brasil, a tuberculose é um sério problema da saúde pública, com profundas raízes sociais. A cada ano, são notificados quase 70 mil casos novos e ocorrem 4,5 mil mortes em decorrência da doença.

A tuberculose tem cura e o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza gratuitamente o tratamento. Contudo, é fundamental o diagnóstico precoce. A baciloscopia ou pesquisa de BAAR (bacilo álcool-ácido resistente) é uma metodologia utilizada para o diagnóstico laboratorial da tuberculose e acompanhamento da eficácia do tratamento, fundamentada na característica tintorial do bacilo de Koch (M. tuberculosis) de reter o corante fucsina mesmo após descoloração com solução álcool-ácida.

O corador SlideInk BK® da Vyttra Diagnósticos é um sistema que utiliza a técnica de coloração à frio (Kinyoun), randômico, com capacidade para 25 lâminas, velocidade de processamento de 30 lâminas/hora, podendo ser utilizadas amostras de escarro direto, escarro tratado, cultura líquida e demais fluidos corpóreos.

Desta forma, o laboratório exclui os riscos de toxicidade para o operador, melhorando as questões de biossegurança e como o equipamento utiliza quantidade suficiente de reagente para uma coloração satisfatória das lâminas, também evita o desperdício dos reagentes e melhora a padronização de seus resultados.

Tags:

coloração à frio (Kinyoun), corador SlideInk BK®, tuberculose, Vyttra Diagnósticos

Compartilhe: