Compreender a especificidade de um teste e com que frequência ele leva a resultados falsos-positivos1,2 é importante para fortalecer estratégias que contribuam para a melhor gestão da doença no país

O teste é realizado em amostras de sangue (soro ou plasma), nos sistemas da família cobas e totalmente automatizados. Na foto, o cobas e 801

Na área da saúde, a prevalência ajuda a entender a probabilidade ou risco de um indivíduo sofrer ou ser contaminado com determinada doença.

Atualmente, com a prevalência de anticorpos SARS-CoV-2 desconhecida, a escolha de um teste com a maior especificidade possível permite aos profissionais de saúde tomar decisões mais confiáveis ajudando a prevenir uma maior disseminação da doença e gerenciar corretamente o paciente com suspeita de Covid-19.

Um pequeno aumento na especificidade do teste impactará significativamente o número de indivíduos diagnosticados corretamente. Veja na Figura.

Um resultado falso-positivo pode induzir as pessoas a pensarem que desenvolveram anticorpos enquanto ainda estão vulneráveis à infecção, já um resultado falso-negativo significa que o paciente pode continuar a tomar precauções mesmo tendo se infectado e desenvolvido anticorpos. Reduzir os índices de resultados falsos é de extrema importância para gestão da doença e se torna ainda mais relevante se considerarmos que por trás de cada resultado existem várias vidas impactadas.

Reforçando seu compromisso com a segurança e qualidade de vida dos pacientes, e buscando fortalecer as estratégias para a melhor gestão da doença, a Roche consolida seu amplo portfólio de imunoensaios com o Elecsys® Anti-SARS-CoV-2. Com  100% de sensibilidade comprovada3 na detecção de anticorpos totais maduros (IgM e IgG) contra a Covid-19 e uma especificidade maior que 99,8%3, evitando falsos-positivos com outros tipos de coronavírus e outros vírus de gripe comum, o teste é realizado em amostras de sangue (soro ou plasma), nos sistemas da família cobas e totalmente automatizados. Os resultados são fornecidos em aproximadamente 18 minutos, e os equipamentos têm a capacidade para processar até 300 testes por hora, dependendo do módulo.

Para saber mais sobre o teste de anticorpos da Roche clique aqui ou entre em contato com seu representante Roche.

Referências:

1. Lalkhen, A.G., McCluskey, A. (2008). Clinical tests: sensitivity and specificity. Continuing Education in Anaesthesia Critical Care & Pain. 8(6): 221-223.

2. Wellinghausen, N. et al. (2020). MiQ. Immunological methods for the detection of Infectious Diseases. Instand. e.V. ISBN 978-3-87185-518-4.

3. Instruções de Uso Elecsys® Anti-SARS-CoV-2, v. 1.0.   

Todos os reagentes e instrumentos comercializados no Brasil estão devidamente registrados, para obter a relação dos números de registro ligue para 0800 77 20 295.

Atendimento ao Cliente: 0800 77 20 295

Tags:

covid-19, Elecsys® Anti-SARS-CoV-2, Roche

Compartilhe: