Os programas de Controle Interno da Controllab são considerados controles de terceira opinião. Possuem valoração em diferentes sistemas e proporcionam detectar variações mais sensíveis, que não são percebidas nos controles dos fabricantes do sistema analítico

A importância dos testes laboratoriais para o diagnóstico de pacientes com Covid-19 vem sendo amplamente noticiada, mas tão importante quanto ampliar o número de exames é ter aqueles que forneçam informação adequada.

A demanda crescente por testes e mais agilidade na liberação dos resultados requer dos laboratórios que realizam a análise comprometimento com as ferramentas da qualidade. Esse comprometimento se estende aos fabricantes e distribuidores de kits, que devem apoiar as boas práticas de seus clientes, uma vez que elas impactam na confiabilidade dos seus testes.

Com a disseminação dos casos, houve uma ampliação das metodologias disponíveis para detecção do SARS-CoV2.Ter um controle de qualidade aplicado a cada uma delas é essencial para garantir a confiabilidade dos resultados.

A Controllab se comprometeu com essa causa e já oferece controle de qualidade interno para todas as metodologias. Os programas de CI da Controllab são considerados controles de terceira opinião. Os materiais possuem valoração interlaboratorial em diferentes sistemas de testes laboratoriais remotos (TLR), testes moleculares e automatizados, como: Roche Elecsys (Cobas e601, e602, e411, e801), Abbott (Architect i1000sr e i2000sr), Euroimmun, MagLumi, entre outros. Essas múltiplas valorações proporcionam ao laboratório detectar variações mais sensíveis, que não são percebidas nos controles dos fabricantes do sistema analítico.

Os controles são liofilizados – permitindo melhor estabilidade durante o transporte – e distribuídos em diferentes composições para atender às mais variadas rotinas. Esses controles estão disponíveis para envio imediato, no momento da solicitação do laboratório, ou programados mensalmente.

Duas ferramentas vêm se destacando nas boas práticas para compor o controle de qualidade dos exames: o Controle Interno (CI) e o Ensaio de Proficiência (EP). Recomendadas mundialmente para o funcionamento de laboratórios de análises, são fundamentais para a monitoração do desempenho analítico e, atreladas a uma gestão comprometida com a qualidade, auxiliam a produzir resultados confiáveis.

O controle de qualidade garante a confiabilidade dos resultados de pacientes

O primeiro EP para todos os métodos de SARS-CoV2 foi realizado em maio. O comportamento obtido na comparação interlaboratorial foi analisado por um grupo de especialistas do setor diagnóstico e disponibilizado em um relatório.

A análise dos dados evidenciou a importância do uso contínuo de material de referência, como o controle de qualidade interno, para validar diariamente as rotinas e eliminar os interferentes que reflitam de forma negativa na confiabilidade dos resultados dos pacientes.

O controle interno é realizado em conjunto com a rotina de análise de amostras dos pacientes. Em uso complementar com o ensaio de proficiência, calibradores e outras ferramentas, promove uma adequada monitoração e controle da fase analítica, o que garante a qualidade dos resultados de pacientes obtidos diariamente pelo laboratório.

Para conhecer os controles e ter mais informações sobre como participar dos programas, acesse o site da Controllab ou faça contato pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones e WhatsApp (21) 97901-0310 e 98036-1592.

Tags:

controle de qualidade interno, Controllab, covid-19

Compartilhe: