O termo doenças desmielinizantes refere-se a doenças que apresentam a perda da bainha de mielina dos neurônios, impactando dessa forma, a condução dos impulsos nervosos e, por sua vez, esse prejuízo causa deficiência de sensibilidade, movimento, cognição ou outras funções.

O desenvolvimento de doenças desmielinizantes ocorre por alguns fatores como agentes infecciosos, reações autoimunes ou ainda por fatores desconhecidos.

Dentre as doenças desmielinizantes podemos citar a Neuromielite Optica (NMO) e doenças do espectro (NMOSD) e síndromes associadas (neurite óptica (ON), mielite, encefalomielite disseminada aguda (ADEM)).

O diagnóstico pode ser feito através da pesquisa de anticorpos específicos, ou seja, biomarcadores específicos para a doença.

Anticorpos anti Aquaporina 4 (AQP4) são biomarcadores para neuromielite óptica (NMO) e neurite óptica recorrente. Aproximadamente 30% dos pacientes são negativos para anticorpos anti aquaporina 4.

Recentemente, anticorpos contra Glicoproteína da mielina do oligodendrócito (MOG) foram descritos em pacientes, normalmente em crianças, com síndromes desmielinizantes. Nas crianças, o MOG está presente principalmente na encefalomielite disseminada aguda (ADEM) e menos frequentemente em NMO e Neurite Óptica (NO) recorrente.

A apresentação clínica dos distúrbios associados ao anticorpo MOG muda com a idade: o MOG-Abs está associado a uma apresentação do tipo ADEM em crianças pequenas e a uma apresentação opticoespinhal em crianças com idade > 9 anos e adultos.

Sobre o diagnóstico

Autoanticorpos contra MOG podem ser detectados em doenças desmielinizantes do sistema nervoso central, principalmente em pacientes pediátricos.

A IIFT da Euroimmun, com células vivas (CBA) possibilita detecção sensível e específica desses anticorpos. Diferenciação precoce da desmielinização associada a anticorpos MOG ou AQP-4 em NMOSD de EM é decisiva para medidas terapêuticas e tem valor prognóstico significativo.

As lâminas são compostas por dois biochips, contendo células transfectadas e um controle de células transfectadas. Em reações positivas, anticorpos contra MOG reagem com as células transfectadas do substrato.

O teste pode ser realizado em amostras de sangue.

Para saber mais, clique aqui.

Tags:

biomarcadores, doenças desmielinizantes, Euroimmun

Compartilhe: