Sistema desenvolvido pela bioMérieux, GENE-UP detecta os principais micro-organismos de origem alimentar, como Salmonella, Listeria e Escherichia coli

GENE-UP é um sistema de diagnóstico molecular com base em PCR para a detecção de micro-organismos (bactérias e vírus)

No mercado de alimentos, nada é mais importante do que a segurança do produto. Por isso, as indústrias do setor necessitam de testes que detectem a presença de micro-organismos patogênicos, garantam a qualidade do produto em todas as etapas, aumentem a eficácia da produção e, principalmente, protejam os consumidores e a própria reputação dessas companhias.

Para atender a essa importante demanda, a bioMérieux, empresa francesa líder mundial em diagnóstico in vitro, por meio de sua divisão de microbiologia industrial, lança no Brasil o GENE-UP, sistema de diagnóstico molecular com base em PCR para a detecção de micro-organismos (bactérias e vírus).

A plataforma permite o controle microbiológico de alimentos, matérias-primas e ambiente de produção para clientes do setor agroalimentar, e combina a experiência da bioMérieux em microbiologia com o know-how da BioFire, que há mais de 20 anos vem inovando em biologia molecular.

A solução inovadora simplifica consideravelmente o fluxo de trabalho no laboratório de controle de qualidade das indústrias, melhorando a produtividade e, ao mesmo tempo, limitando o risco de contaminação entre amostras.

O GENE-UP é simples de usar, com um sistema flexível que fornece acesso remoto para os resultados de laboratório, acelerando assim o processo de tomada de decisão pela liberação do lote a ser enviado. O menu da plataforma GENE-UP permite a detecção dos patógenos mais comumente testados na cadeia alimentar, como Salmonella, Escherichia coli O157: H7 e Listeria.

Todos os reagentes são prontos para uso e o armazenamento é a temperatura ambiente. Além disso, o GENE UP oferece um fluxo de trabalho simplificado, com uma etapa de lise genérica para todos os testes, plataforma aberta para máxima flexibilidade, possibilitando a utilização para outros testes, como a detecção de vírus em alimentos, e ainda conta com uma interface intuitiva.

A metodologia do GENE-UP se baseia na tecnologia FRET (Fluorescence Resonance Energy Transfer) acoplado a análise da Picos de Melting de ponto final. Resultam na maior especificidade e sensibilidade na detecção do patógeno, eliminando assim os resultados questionáveis, que muitas vezes acontecem com outras tecnologias de PCR.

Atualmente, diversas indústrias de alimentos no mundo já escolheram o GENE-UP para a rotina de detecção de patógenos. A ferramenta já conta com validações internacionais como AOAC e AFNOR para os diferentes testes.

Tags:

bioMérieux, GENE-UP, micro-organismos patogênicos, Microbiologia Industrial

Compartilhe: