O exame da Beckman Coulter segue os procedimentos de referência determinados pelo Programa de Padronização de Vitamina D

A Organização Mundial da Saúde alerta: metade da população no planeta tem deficiência de vitamina D. A importância do micronutriente para a saúde óssea já era antiga conhecida dos profissionais da saúde, assim como na sintetização de cálcio e fósforo no organismo. Mas, agora, estudos recentes relacionam a falta da vitamina no corpo a enfermidades como câncer, doenças infecciosas, cardiovasculares, diabetes e até doenças autoimunes. Nos adultos, a deficiência pode provocar fraqueza muscular, dor óssea e até o desenvolvimento de osteomalacia. Já nos bebês, essa insuficiência pode ser responsável por deformações ósseas, popularmente conhecidas como raquitismo.

Por isso, a dosagem da vitamina D se tornou comum nos exames de rotina. Nesse cenário, o ensaio Access 25(OH) Vitamina D Total da Beckman Coulter oferece benefícios tanto para pacientes quanto para laboratórios. O 25(OH)D é um pré-hormônio produzido a partir da vitamina D usado como marcador para avaliar a quantidade do nutriente no organismo.

Existem 2 tipos de vitamina D no corpo:

D3 – produzida pelo nosso organismo e sintetizada na pele pela luz solar; e encontrada em peixes ricos em óleos e gema do ovo.

D2 – obtida pela ingestão de alguns vegetais e cogumelos.

Ambas são convertidas em 25(OH) vitamina D. Por isso, a concentração sérica desse pré-hormônio é considerada a medida clínica padrão. O exame da Beckman Coulter avalia tanto o nível de vitamina 25(OH) D2 quanto o nível de 25(OH) D3, oferecendo uma medição mais precisa da vitamina total no organismo do paciente.

O exame da Beckman Coulter segue os procedimentos de referência determinados pelo Programa de Padronização de Vitamina D – uma colaboração de entidades internacionais, que inclui Institutos Nacionais de Saúde, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças e o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) dos Estados Unidos, além da Universidade de Ghent, na Bélgica. A parceria é destinada a promover a padronização das medições laboratoriais de vitamina D no mundo tudo.

Ter um exame enquadrado nas diretrizes do Programa de Padronização garante ao Access 25(OH) Vitamina D Total um diagnóstico mais confiável e uma avaliação clínica mais precisa. O teste realizado na DXI 800 e no Access 2 oferece estabilidade e reprodutibilidade combinadas com maior conveniência de armazenamento e ampla linearidade. Além disso, tem um alto range de medição, que diminui o número de repetições. É possível realizar até 400 testes por hora e o primeiro resultado sai em até 39 minutos.

Outra vantagem do exame da Beckman Coulter é que ele não sofre interferência da biotina, uma vitamina do complexo B que, em alto nível no organismo, altera imunoensaios, provocando falsos resultados sobre as condições de saúde dos pacientes.

Tags:

Beckman Coulter, ensaio Access 25(OH) Vitamina D Total, não sofre interferência da biotina, vitamina D

Compartilhe: