O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil. Por isso, neste mês de conscientização da doença, é importante falar da saúde prostática e dos exames preventivos. Considerada uma enfermidade da 3ª idade, quanto mais a população envelhece, maior será a incidência dela.

Diante deste cenário, o diagnóstico precoce se torna fundamental para o controle do tumor e para a qualidade de vida do paciente. No vídeo, o Dr. Adagmar Andriolo, médico patologista clínico da Unifesp, fala sobre um exame ainda pouco conhecido no Brasil, capaz de ser mais assertivo na detecção do câncer de próstata: o Índice de Saúde da Próstata – phi. Ele está entre as mais novas ferramentas à disposição dos médicos para identificar e lidar com a doença.

O teste, que é um simples exame de sangue, pode ainda reduzir em até 30% a realização de biópsias desnecessárias. Isso porque ele vai indicar ao especialista se, de fato, uma eventual alteração no PSA está associada ao risco de câncer de próstata. Confira clicando na imagem abaixo:

Tags:

Câncer de Próstata, diagnóstico precoce, Dr. Adagmar Andriolo, índice de saúde da próstata (phi)

Compartilhe: