Nos equipamentos ELGA, tanto a microfiltração quanto a ultrafiltração são utilizadas após o processo da Osmose Reversa

A filtração é um processo de separação utilizado em sistemas de purificação de água como uma barreira física para excluir os contaminantes, como as partículas e microrganismos que podem interagir com as amostras e ter efeitos prejudiciais nas aplicações do laboratório.

A microfiltração e a ultrafiltração usam membranas como barreira física para reter particulados. Nos equipamentos ELGA, tanto a microfiltração quanto a ultrafiltração são utilizadas após o processo da Osmose Reversa (OR), que remove eficazmente a maioria dos particulados. Isto significa que a filtração atua como uma barreira final para todas as partículas que porventura tenham passado pela técnica da OR.

A microfiltração remove e retém todas as partículas que são maiores que o poro do filtro: entre 0,05 e 0,22µm. É particularmente usada para aplicações analíticas, como a preparação da fase móvel do HPLC, já que é capaz de remover orgânicos, bactérias (<0,1 UFC/ml) e particulados (<0,05µm).

A ultrafiltração se diferencia da microfitração pelo tamanho das partículas que podem ser retidas: partículas tão pequenas como macromoléculas de proteína são removidas pela membrana. O tamanho dos poros dos filtros é tipicamente 0,001-0,1 µm. A ultrafiltração é bastante utilizada para aplicação de Life Science, tal como PCR, uma vez que remove nucleases (RNase / DNase), endotoxinas e pirogênicos, orgânicos, bactérias (<0,1 CFU / ml) e as partículas (<0,001 µm).

Para outras informações clique aqui ou envie um e-mail para [email protected].

Tags:

Elga, filtração, microfiltração, osmose reversa, Purificação de Água, ultrafiltração

Compartilhe: