Como sempre na vanguarda tecnológica no mercado diagnóstico, a The Binding Site produz e comercializa aos hospitais e laboratórios de todo o mundo os kits para detecção e monitoramento de Mieloma Múltiplo e outras gamopatias relacionadas.

Dentre eles, o Freelite®, que é um imunoensaio específico e sensível para a determinação de cadeias leves livres (CLLs) no soro. Os anticorpos policlonais do teste, reagem apenas com as formas livres das cadeias leves proporcionando uma medição quantitativa de κ e λ livres no soro, que podem ser utilizados para o diagnóstico, monitoramento e prognóstico de pacientes com Mieloma Múltiplo e outras Gamopatias Monoclonais.

A quantificação das CLLs em soro é recomendada pelas diretrizes do Grupo Internacional de Trabalho sobre Mieloma (International Myeloma Working Group – IMWG) para o diagnóstico de Mieloma Múltiplo. As recomendações atualizadas definem que a relação entre a cadeia envolvida e não envolvida deve ser ≥ 100, e que a mesma é um novo biomarcador maligno para mieloma. Isto significa que se um paciente apresenta células clonais na medula óssea ≥10% (comprovada por biópsia, por exemplo) e a cadeia leve livre produzida pelo tumor (envolvida) é ≥ 100 mg/L e a relação entre a envolvida/não envolvida é ≥ 100 o médico será capaz de diagnosticar o Mieloma Múltiplo neste paciente, mesmo na ausência de critérios de CRAB (Rajkumar et al 2014).

Além das diretrizes internacionais, a quantificação das cadeias leves livres pelo ensaio de anticorpos policlonais também está incluídas nas nacionais (Hungria et al 2013) e na portaria número 708 para diagnóstico de Mieloma Múltiplo do Ministério da Saúde, publicada em agosto de 2015. No início deste ano de 2018, o teste foi incluído no ROL de procedimentos e eventos da Saúde pela Agência Nacional de Saúde (ANS). Dessa maneira através do código 4.03.19.04-0 para cadeias kappa-lambda leves livres (Freelite®), os laboratórios clínicos devem ser reembolsados pelas operadoras de saúde. Peça Freelite® pelo nome,  o único biomarcador diagnóstico de referência.

Para complementar esse quadro de testes, também já está disponível comercialmente o kit Hevylite® para dosagem de imunoglobulinas intactas IgA Kappa, IgA Lambda, IgG Kappa, IgG Lambda, IgM Kappa e IgM Lambda. Os testes  são utilizados em associação e apresentam evidências científicas comprovadas pelas mais de 3 mil publicações relacionadas. O teste tem como alvo um epítopo único presente na região constante das imunoglobulinas entre as cadeias pesadas e leves. A especificidade do antisoro do Hevylite, permite que IgAκ possa ser quantificada independentemente de IgAλ, IgGκ de IgGλ etc.

As vantagens da utilização de Hevylite se sobressaem sobre os métodos tradicionais como a eletroforese de proteínas do soro (EPS), imunofixação sérica (IFS) e a eletroforese capilar (EZC) quando utilizados para avaliação dos pacientes com Mieloma. A associação do Hevylite com o Freelite no monitoramento dos pacientes com Mieloma garante a maior precisão e fornecem informações complementares para a conduta médica.

Para melhor visualização de como os pacientes são beneficiados com a utilização do teste, a The Binding Site disponibiliza um vídeo educativo, que pode ser visto clicando aqui. Este traz as atualizações mais recentes a respeito da utilidade do Freelite e do Hevylite, ao longo da jornada do monitoramento do paciente, após o diagnóstico da doença.

Para outras informações ou contato: [email protected]

Tags:

cadeias leves livres, Freelite, Hevylite, mieloma múltiplo, The Binding Site

Compartilhe: