Armando Fonseca assume como Diretor Médico-Científico e Débora Fonseca Filgueiras como Diretora de Negócios na nova área. Ambos atuavam na DLE, empresa adquirida pela companhia no ano passado

Medicina Personalizada é uma nova abordagem mundial e começou a ser disponibilizada, de forma pioneira no Brasil, pelas empresas que compõem o Grupo Pardini

Após investir mais de R$ 140 milhões em aquisições de laboratórios especializados nos últimos anos, o Grupo Pardini, um dos maiores players de medicina diagnóstica do Brasil, avança na consolidação definitiva de uma unidade de negócios dedicada à Medicina Personalizada. Para liderar esse processo, foram nomeados dois profissionais de ponta no segmento.

Uma das principais referências em doenças raras no país, o médico Armando Fonseca é o novo Diretor Médico-Científico da Unidade de Negócios Medicina Personalizada do Grupo Pardini. Fundador e diretor-geral do laboratório DLE – Diagnósticos Laboratoriais Especializados, Fonseca passa a ser responsável também pela estratégia de genética e genômica do Grupo com as marcas Progenética, Diagnóstika e Biocod, integrando ainda a área de genética do Hermes Pardini.

Já a diretoria de Negócios de Medicina Personalizada passa a ser liderada pela gestora de saúde Débora Fonseca. Ambos estarão vinculados à Vice-Presidência Comercial, Marketing e Inovação, liderada por Alessandro Ferreira. “Incorporamos as melhores empresas do Brasil para dar robustez à Unidade de Negócios Medicina Personalizada. Para o Grupo Pardini, faz sentido consolidar essa área, ampliar o acesso e levar solução para quem precisa, independentemente da localidade. Esse é o objetivo e o propósito do Grupo”, destacou Alessandro Ferreira.

Medicina Personalizada é uma nova abordagem mundial e começou a ser disponibilizada, de forma pioneira no Brasil, pelas empresas que compõem o Grupo Pardini. Pode ser definida como o uso da genética e das técnicas de genômica para identificar padrões específicos em pacientes e/ou em doenças manifestadas em uma pessoa. Dessa forma, é possível a classe médica adotar uma conduta personalizada na prevenção ou no tratamento de patologias, auxiliando na utilização de drogas e medicamentos de acordo com o perfil genético de cada paciente.

A partir do momento em que se reúne informações clínicas e laboratoriais, por meio das quais é possível identificar precisamente a doença, a mutação e o tratamento, existe a Medicina Personalizada. Mais do que uma nova tecnologia, é uma nova abordagem clínica e terapêutica. Considera-se o tratamento certo, na hora certa, para a pessoa certa.

Atualmente, o Grupo Pardini oferece diagnóstico de Medicina Personalizada em diferentes especialidades graças à expertise de cinco empresas: Progenética, pioneira em oncologia laboratorial; Diagnóstika, especializada em imuno-histoquímica e patologia molecular; DLE, empresa especializada em Genética Humana,  Doenças raras e Erros Inatos do Metabolismo; Biocod, com aconselhamento genético, e o próprio Hermes Pardini, com mais de 20 anos de pesquisa e experiência em genética. O Grupo possui mais de 8 mil tipos de exames em seu portfólio. No ano passado, foram mais de 3 milhões de testes realizados nessa área.

Agora, tendo concretizado a integração de profissionais e serviços, o Grupo Pardini entende que é o momento adequado para consolidar a atuação em uma unidade de negócios dedicada. Com isso, espera-se trazer mais celeridade aos avanços científicos, bem como ampliar as possibilidades para médicos e pacientes.  “Uma coisa é lançar um programa de trabalho ainda experimental. Outra é construir pilares que partem de aquisições de empresas sólidas e relevantes. É assim que fazemos no Grupo Pardini. Atualmente, com cinco empresas referência e uma parcela relevante do mercado, nos sentimos confortáveis para assumir uma postura mais ativa, simplesmente porque as entregas e os resultados são concretos – tanto para pacientes e médicos, quanto para os negócios da companhia”, explica o presidente do Grupo Pardini, Roberto Santoro. A projeção é de que em cinco anos a Unidade de Negócios Medicina Personalizada corresponda a 30% do faturamento total do Grupo Pardini.

Armando Fonseca é médico, formado pela Faculdade de Medicina de Campos, especialista em Pediatria e Patologia Clínica pela Associação Médica Brasileira com MBA pelo instituto Coppead da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É fundador e diretor geral da DLE, empresa especializada em Genética Humana, Doenças raras e Erros Inatos do Metabolismo que, desde 2018, passou a integrar o Grupo Pardini. Membro associado das Sociedades Brasileiras de Pediatria, Patologia Clínica, Genética Médica e Genômica, Sociedade Portuguesa de Doenças Metabólicas, Society for the Study of Inborn Errors of Metabolism – SSIEM e Sociedad Latinoamericana de Errores Innatos del Metabolismo y Pesquisa Neonatal. É ex-presidente e atual conselheiro da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML) e da Sociedade Brasileira de Triagem Neonatal e Erros Inatos do Metabolismo.

Débora Fonseca Filgueiras é graduada em Relações Internacionais pelo IBMEC, com especialização em Marketing pela Coppead/UFRJ, pós-graduação em Administração pela Fundação Getúlio Vargas e MBA em Economia e Gestão em Saúde pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Por seis anos, atuou como Executiva de Negócios e Diretora de Negócios do DLE, empresa especializada no diagnóstico de genética humana, doenças raras e erros inatos do metabolismo. Desde maio de 2019 é Diretora de Negócios da Medicina Personalizada do Grupo Pardini, que responde pela atuação das empresas DLE, Progenética, Diagnóstika e o departamento de genética do Hermes Pardini.

Tags:

Armando Fonseca, Débora Fonseca Filgueiras, Grupo Pardini, medicina personalizada

Compartilhe: