Operação entre TAP e Grupo Pardini vale para voos com origem em BH, RJ e SP com destino à Lisboa ou Porto

De acordo com as recomendações das entidades portuguesas, o passageiro que deseja entrar no país deve realizar o teste dentro das 72 horas que antecedem o embarque

Com a liberação gradativa da retomada das atividades cotidianas, a tendência é que o número de viagens aumente. Mas, apesar das flexibilizações, segundo a infectologista Melissa Valentini, assessora médica do Grupo Pardini, a testagem continua sendo muito importante para evitar novas contaminações e manter o controle da Covid-19 no Brasil. “Mesmo com o relaxamento das restrições, é fundamental manter a atenção aos cuidados para o enfrentamento do coronavírus. A testagem é uma garantia para a proteção do passageiro e dos demais viajantes”, afirma.

No contexto atual, alguns países exigem, ou recomendam, que os passageiros que desembarcam em seus territórios apresentem um laudo que confirme a testagem negativa para a Covid-19. Por isso, o Grupo Pardini – um dos maiores em medicina diagnóstica do país – e a TAP firmaram uma parceria que possibilita aos viajantes condições exclusivas para a realização do teste RT-PCR Covid-19 (considerado padrão-ouro no diagnóstico da doença). Clientes e colaboradores TAP, além de agentes de viagem parceiros, têm desconto para realizar o exame pelos laboratórios do Grupo. Segundo a rede de laboratórios, outras companhias aéreas estão buscando o mesmo nível de parceria para facilitar a vida de seus clientes.

Para mais conforto e segurança, os clientes têm a opção de adquirir o exame pela loja virtual (Belo Horizonte), além de escolher o tipo de coleta de sua preferência: drive-thru, coleta domiciliar ou nas unidades de atendimento. Viajantes que precisarem realizar a testagem para se deslocarem poderão contar também com isenção total da taxa domiciliar, em caso da compra do exame em domicílio. A operacionalização da parceria começou em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo, onde o Grupo conta com unidades próprias. Mas o objetivo da rede de laboratórios é estender para outras capitais do país já que, além desses estados, todos os outros contam com laboratórios parceiros do Grupo e podem apoiar na ampliação do acesso ao exame, de acordo com a localização dos aeroportos que fazem voos internacionais.

De acordo com as recomendações das entidades portuguesas, o passageiro que deseja entrar no país deve realizar o teste dentro das 72 horas que antecedem o embarque. Em Belo Horizonte, os voos saem do Aeroporto Internacional Tancredo Neves às quartas-feiras e aos sábados. Já no Rio de Janeiro e em São Paulo, existem voos diários partindo do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) e do Aeroporto Internacional Governador André Franco Montoro (Guarulhos), respectivamente. É preciso ficar atento às datas de coleta do exame, para que o teste seja feito no prazo adequado para realizar a viagem. Para tirar dúvidas sobre os tipos de exames para diagnóstico do novo coronavírus, basta acessar o Pardini Esclarece. Para saber mais a respeito das recomendações do Ministério das Relações Exteriores aos viajantes brasileiros, clique aqui.

Vai viajar?

Caso precise viajar, o viajante deve respeitar e adotar todas as medidas de segurança a seguir:

– Respeite as medidas de segurança impostas pelos aplicativos de transporte urbano (Uber, 99, taxi), aeroportos, companhias aéreas e hotéis

– Com os novos procedimentos de segurança adotados nos aeroportos é importante chegar com mais antecedência. Uma dica é chegar com pelo menos 1h de antecedência e 1h30 caso haja despacho de bagagem

– Utilize o check-in digital via celular. Evite utilização de totens nos aeroportos. Dê preferência por bagagem de mão. Caso seja necessário despachar, realize no balcão

– Espere ser chamado para entrar na fila do embarque. Não aglomere o corredor do avião

– Caso tenha um outro passageiro sentado muito próximo a você, peça a comissária para verificar um novo assento disponível

– Utilize álcool em gel sempre que tocar em algum objeto e/ou local

– Utilize a máscara comum em transportes internos, aeroportos e hotéis

– Lave constantemente as mãos

Fonte: Segurança do Trabalho do Grupo Pardini

Ampliação da testagem

Recentemente, o Grupo Pardini lançou o Guardian – uma área dentro do Núcleo Técnico Operacional do laboratório, localizada próximo ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Belo Horizonte (MG), destinada a fazer até 20 mil exames RT-PCT Covid-19 por dia. Graças a uma operação logística inteligente, a estrutura recém-inaugurada – que funciona 24 horas por dia – consegue atender as demandas dos 6 mil laboratórios e hospitais em todo o país, além das 123 unidades próprias.

O processo produtivo inédito e exclusivo é totalmente automatizado e conta com rastreabilidade e segurança. “Da chegada da amostra na planta do laboratório até a entrega do resultado, tudo é feito por equipamentos com alta tecnologia embarcada. Todas as lâminas são registradas com código de barras, rastreadas e acompanhadas por um painel de controle”, garante o vice-presidente da rede, Alessandro Ferreira.

Desde o início da pandemia, o Hermes Pardini realizou mais de 1 milhão de exames, dos quais 590 mil foram na metodologia RT-PCR. A tendência, agora, com o novo modelo de produção laboratorial somado às parcerias como essa, é ampliar exponencialmente o volume de exames para detecção do novo coronavírus. “Como consequência dessa parceria e da ampliação da capacidade de processamento de testes moleculares, há um enorme ganho para toda a cadeia da saúde”, diz Alessandro Ferreira.

Tags:

covid-19, Grupo Pardini, testagem, teste RT-PCR Covid-19

Compartilhe: