O sequenciamento de vários genes já descritos como relacionados ao aumento de risco de câncer de próstata é uma estratégia eficiente para o médico geneticista

Por Thais Nani*

A Campanha Novembro Azul marca o mês da conscientização do câncer de próstata. O objetivo é ressaltar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce desse tipo de câncer. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer – INCA, esse é o segundo tipo mais comum entre os homens brasileiros, ficando atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Em 2020 foram identificados 65.840 novos casos, sendo considerado o mais frequente no sexo masculino nesse ano1.

As causas da doença são inúmeras: estilo de vida, idade ou hereditariedade. Por isso, quem tem histórico de câncer de próstata na família precisa ficar mais atento, pois tem mais chances de desenvolver a doença.

Ainda não há uma descrição clara de um gene de alta penetrância e expressividade já relatado como causa principal. A identificação da causa genética do câncer de próstata é dificultada, pois a doença pode ser resultado da interação de vários genes de efeito moderado. Embora possíveis genes de susceptibilidade ao câncer de próstata hereditário tenham sido identificados, como os genes ELAC2, RNASEL, MSR1, NSB1 e CHEK2 em algumas famílias, a proporção de casos de câncer de próstata hereditário atribuíveis a mutações germinativas é pequena2.

Nesse sentido, o sequenciamento de vários genes já descritos como relacionados ao aumento de risco de câncer de próstata é uma estratégia eficiente para que o médico geneticista saiba orientar melhor o paciente com histórico familiar ou pessoal de câncer. Os laboratórios que realizam testes genéticos podem desenvolver e oferecer painéis customizados de sequenciamento de nova geração – NGS – para esse propósito e incluir na análise, não só os genes mais relacionados com o câncer de próstata, como também alguns polimorfismos em genes de reparo, de fatores de crescimento, ou genes supressores de tumor que estão associados ao risco de desenvolvimento de qualquer outro câncer.

A empresa Molecular Biotecnologia, em parceria com a Twist Bioscience, reconhece a importância da orientação médica mais assertiva quanto a existência do risco, precaução, sinais clínicos e estratégias de tratamento. Por isso a empresa apoia a campanha de prevenção ao câncer de próstata oferecendo sem custo o serviço de desenho de painéis de NGS customizados e incentiva os homens a procurarem um especialista para os exames preventivos. As chances de recuperação do câncer de próstata, quando identificado em sua fase inicial, aumentam significativamente. Não deixe para depois e faça sua parte.

*Thaís Nani é graduada em Ciências Biológicas pela UNIFAL-MG, mestre e doutora em Ciências com ênfase em Genética e Citogenética pela UFLA. Atualmente assessora científica da Molecular Biotecnologia Ltda, representante e distribuidora da Twist no Brasil.

Mais informações:
Assessoria Científica
[email protected]
(31) 99573-4086
Central de Vendas
[email protected]
(31) 3658-5366

Referências:

1. MS/INCA / Estimativa de Câncer no Brasil, 2020. https://www.inca.gov.br/numeros-de-cancer acesso em 04 de novembro de 2020.

2. C Hughes, et al. Molecular pathology of prostate cancer. J Clin Pathol. 2005 Jul; 58(7): 673–684.

Tags:

Campanha Novembro Azul, Câncer de Próstata, Molecular Biotecnologia, Twist Bioscience

Compartilhe: