MS conduzirá um estudo para viabilizar a implantação da droga Tafenoquina através de testes quantitativos de G6PD em analisadores point-of-care

Conforme notícia divulgada no dia 30 de outubro de 2019, a Anvisa concedeu a Autorização de Introdução no Mercado, sob Revisão Prioritária, para Tafenoquina (Kozenis®) em dose única para cura radical da malária por Plasmodium vivax (P. vivax)1.

De acordo com a empresa GSK Brasil e a MMV (Medicines for Malaria Venture) a Tafenoquina (Kozenis®) em dose única proporciona a cura e a prevenção de recaídas da malária em pacientes com 16 anos ou mais que estão recebendo tratamento com Cloroquina por infecção aguda por P. vivax (estágio sanguíneo).

O Ministério da Saúde (MS) conduzirá um estudo para viabilizar a implantação da droga Tafenoquina em municípios de Manaus e Porto Velho através de testes quantitativos de G6PD em analisadores point-of-care. Os resultados estão previstos para primeiro trimestre de 2021 e ajudarão o MS determinar a melhor forma de implantar a droga em áreas endêmicas de P. vivax.

Como dose única, a nova droga facilita a adesão e desta forma supera uma das principais limitações do único medicamento aprovado, até então, para cura da doença.

De acordo com o Dr. Marcus Lacerda, Diretor de pesquisa da Fundação da Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) de Manaus: “Essa aprovação é um importante passo à frente no controle e eliminação da malária no Brasil e na região Amazônica. Após anos de pesquisa e após a conclusão do estudo de viabilidade, esperamos finalmente ter uma nova ferramenta apropriada para uso na população vulnerável à malária – permitindo que os pacientes concluam o curso do tratamento.”

Dr. David Reddy, CEO da MMV, afirma que: “Cada episódio da malária mantém uma criança fora da escola ou um adulto do trabalho e, em indivíduos suscetíveis, a doença pode ser fatal. Além disso, à medida que se obtém ganhos contra o outro principal parasita da malária, o P. falciparum, observamos um aumento na proporção de casos de P. vivax . É por isso que a aprovação desta nova ferramenta, a Tafenoquina, no país endêmico da malária é tão importante. Como medicamento de dose única, esperamos que a Tafenoquina aumente a adesão do paciente e ajude o país a se aproximar da eliminação da malária.”

No Brasil, em 2018, foram notificados em todo o país, 194.271 casos da doença2.

A ECO Diagnóstica é a única empresa que possui o aparelho point-of-care ECO G6PD e a G6PD Strip ECO Teste com registro na Anvisa.

O aparelho e os testes da ECO Diagnóstica foram utilizados neste estudo.

O ECO G6PD faz a detecção colorimétrica enzimática quantitativa da concentração de hemoglobina total e da atividade G6PD em amostras de sangue total venoso e capilar utilizando 10uL de amostra e com resultado em apenas 2 minutos.

O kit possui chip calibrador e pipeta capilar para coleta de amostra.

Mais informações: (31) 3653-2025 | [email protected].

Fontes:

1. Medicines for Malaria Venture: Disponível em: https://www.mmv.org/newsroom/press-releases/brazil-becomes-first-malaria-endemic-country-approve-single-dose-tafenoquine

2. Ministério da Saúde. Disponível em: http://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45391-brasil-reduz-em-38-casos-de-malaria-em-relacao-a-2018

Tags:

malária, Tafenoquina, testes quantitativos de G6PD

Compartilhe: