Por Daniel da Cunha Teixeira
Gerente de segmento de mercado na Merck / divisão Life Sciences – Brasil

“P&D precisa sim produzir, e produzir em um tempo que seja viável para o bom andamento de todas as operações da indústria”

Um químico ou farmacêutico atuando em laboratório na indústria, seja em Controle de Qualidade, Desenvolvimento de Métodos ou Validação, sempre enxerga oportunidades para a melhoria de condições analíticas. Os mais perfeccionistas, muitas vezes, se frustram por não atingir os melhores resultados possíveis, qualquer que seja o ensaio em questão, porém especialmente em análises instrumentais com detectores cada vez mais sensíveis e tecnologias cada vez mais desenvolvidas, o sentimento do algo a mais se potencializa.

Quando se pensa em Pesquisa & Desenvolvimento, na grande maioria dos casos, as questões técnicas não são o principal limitante, diante de tanta tecnologia à disposição. É um fato que a teoria, depois de minuciosamente estudada, precisa ser adaptada quando aplicada à realidade, pois com a conjunção de elementos envolvidos nas análises instrumentais, muitas vezes a reprodução não é perfeita.

Esse fenômeno exige que os ajustes (finos ou de grandes proporções, cada caso é um caso) sejam aplicados a fim de atingir o mínimo aceitável para considerar um método desenvolvido, e não estamos falando de perfeição, apenas de atender a critérios mínimos de aceitação.

Surge, então, o fenômeno limitante: Tempo.

Tempo porque o método precisa ser desenvolvido com prontidão, já que existe todo um time de projetos focado no lançamento de novos produtos ou na renovação de um registro, que aguarda ansiosamente por aquele retorno. O tempo joga contra, porque ao contrário do que muitos pensam, P&D precisa sim produzir, e produzir em um tempo que seja viável para o bom andamento de todas as operações da indústria. Produção de métodos.

Quando se pensa em Validação, muitos imaginam que não há espaço para esse tipo de problema, já que o método já foi plenamente desenvolvido pelo P&D e aqui, a burocracia é muito mais crítica que a técnica. Engano. Engano pois o cenário de P&D que apresentamos acima gera como consequência, muitas vezes, um método que não reproduz, um método que não é seletivo o suficiente, preciso o suficiente, exato o suficiente, mas que chega no departamento de Validação e, pelo senso comum equivocado de que trata-se de uma etapa previsível em relação ao tempo, mais uma vez a frustração por não poder desenvolver o melhor trabalho de sua vida pode surgir. O tempo jogando contra, pois a Validação tem que produzir. Produção de relatórios.

Quando se pensa em Controle de Qualidade, fica mais óbvio relacionar o caos em se tentar otimizar uma condição analítica não satisfatória com a pressão do tempo, pela fila de matérias primas aguardando o laudo de aprovação do CQ para ingressar na produção, ou pior, a fila de caminhões parados na expedição aguardando o laudo de aprovação do CQ para transportar o lote de medicamentos produzidos até o depósito das distribuidoras. O tempo jogando contra novamente, pois o CQ tem que produzir. Produção de liberações.

Já que o tempo, pela pressão da produção, surge como barreira quando falamos em métodos de qualidade em laboratórios de indústria farmacêutica, porque não considerar uma parceria que esteja despreocupada com a pressão da fila de projetos do P&D, da fila de relatórios da Validação ou com a fila de caminhões na expedição, e totalmente preocupada em desenvolver o melhor método possível, tecnicamente, em um tempo que seja alinhado e combinado?

Contar com um parceiro externo que esteja preocupado com o tempo, mas que tenha que produzir qualidade e satisfação?

M-LAB é um espaço de exploração, aprendizado e colaboração repleto de ferramentas tecnológicas

Os parceiros ideais para estes casos podem ser encontrados no M-LAB, um espaço de exploração, aprendizado e colaboração repleto de ferramentas tecnológicas, onde somos capazes de apresentar ao mercado farmacêutico todas as novas tendências mundiais e criarmos juntos muitas histórias de parcerias. Demonstrações detalhadas, sessões de treinamentos formais e aplicações ilustrando soluções são parte do nosso dia-a-dia a fim de colocar os objetivos dos nossos clientes em prática!

Aqui, o tempo se relativiza, pois a experiência se soma com o objetivo de encurta-lo. E, quando menos se espera, a qualidade do resultado elimina a frustração e traz novamente aquele arrepio ao perceber que produziu o melhor método de sua vida! Somos capazes de fazê-lo, juntos, e sendo movidos pela paixão aos desafios analíticos, não há nada que possa nos segurar… Nem o tempo…

Quer conhecer um pouco mais do M-LAB? Clique aqui e confira!

Compartilhe: