Produtos prometem revolucionar o mercado e melhorar a logística de Cold Chain

A apresentação dos produtos foi feita no IV Simpósio do Grupo Polar, um evento exclusivo para os maiores players do segmento farmacêutico

Sempre pioneiro, o Grupo Polar, sai na frente mais uma vez com o lançamento de uma linha de produtos Phase Change Materials (PCMs), que permitem armazenar energia térmica por mais tempo. Esta novidade só existe no exterior e vai revolucionar o mercado de Cold Chain no Brasil. A apresentação dos produtos foi feita no IV Simpósio do Grupo Polar, um evento exclusivo para os maiores players do segmento farmacêutico, diagnóstico e veterinário, no dia 25 de outubro no espaço Vila Bisutti, em São Paulo.

“Os PCMs são constituídos por substâncias que podem ter seu ponto de fusão alterado, o que possibilita o transporte por longos períodos sem variações expressivas de temperatura”, explica Anderson Fernandes, Engenheiro Químico do Grupo Polar.

Com a crescente demanda regulatória das empresas e das agências de saúde, novos produtos precisam ser lançados para atender condições cada vez mais extremas de temperatura e aumentar a estabilidade térmica das embalagens que transportam produtos com tempo e temperatura controlados, como por exemplo, os medicamentos biológicos.

Além disso é um produto com ótimo custo-benefício que poderá ser reutilizado mais vezes e em menor quantidade, melhorando assim a logística. Com o uso de aditivos, pode-se aprimorar as propriedades termofísicas do PCM, como a condutividade térmica.

A mais nova linha de PCMs nacional são atóxicos, livres de tetradecano e vão ao encontro dos princípios da Química Verde. Isto porque o Grupo Polar entende que ao garantir a qualidade e a sustentabilidade, em todo processo de Cadeia Fria, também zela pelo bem-estar de todos.

Tags:

cold chain, energia térmica, Grupo Polar, phase change materials

Compartilhe: