Human Cell Atlas reúne cientistas do mundo inteiro para compreender individualmente as células e possibilitar tratamentos personalizados para diversas doenças

O intuito é compreender individualmente cada célula dos diferentes tecidos do corpo e a variabilidade de genes que cada uma expressa de acordo com a sua localização

Hoje, dia 10, o Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) USP está sediando o workshop Mapping the Human Body: Introducing Human Cell Atlas to the Brazilian Scientific Community, no qual será apresentado o projeto internacional Human Cell Atlas (HCA), composto de uma equipe multidisciplinar de biólogos, médicos, matemáticos e cientistas de dados e da computação de todo o mundo. O objetivo do HCA é estabelecer mapas de referência de todas as células humanas para melhorar o diagnóstico e tratamento de doenças.

O Human Cell Atlas surgiu em 2016, após uma comunidade de cientistas se reunir para discutir como construir um atlas de células humanas – um conjunto de mapas para descrever as bases celulares da saúde humana e doenças. O intuito é compreender individualmente cada célula dos diferentes tecidos do corpo e a variabilidade de genes que cada uma expressa de acordo com a sua localização. Tudo isso utilizando tecnologias modernas como sequenciamento de célula única e microscopia de alta resolução.

“O HCA é visto pela comunidade científica internacional como um dos projetos mais ambiciosos desde o projeto Genoma Humano, pois possibilita o desenvolvimento de tratamentos personalizados”, explica Lucio Freitas-Junior, pesquisador do ICB e integrante do Comitê de Equidade do HCA, responsável por organizar o workshop. No caso do câncer, por exemplo, existem pacientes que apresentam células tumorais resistentes aos tratamentos convencionais. Ao compreender como isso acontece e quais são as células resistentes, é possível desenvolver estratégias terapêuticas individualizadas para cada paciente.

O projeto Human Cell Atlas já possui integrantes de todos os continentes, exceto da América Latina – o que motivou Freitas-Junior a apresentar a iniciativa à comunidade científica brasileira.

Evento

O evento ocorre no Anfiteatro Luiz Rachid Trabulsi do prédio ICB III, na Cidade Universitária. A abertura será realizada pelo pró-reitor de Pesquisa da USP, prof. Sylvio Canuto. Em seguida, membros do Human Cell Atlas apresentam o projeto, entre eles: Alex K. Shalek (Massachusetts Institute of Technology, Estados Unidos), Musa M. Mhlanga (University of Cape Town, África do Sul) e Jonah Cool (Chan Zuckerberg Science Initiative, Estados Unidos).

Após a apresentação, pesquisadores da USP e de outras instituições fazem uma análise sobre o cenário científico brasileiro e os benefícios que o projeto pode proporcionar, dentro de temas como: “Como o HCA pode contribuir para a pesquisa translacional em doenças tropicais” (Lucio Freitas-Junior, do ICB-USP), “Lições do surto de febre amarela no Brasil” (Esper Kallás, da FMUSP) e “Estudos do câncer: indo além da célula tumoral” (Emmanuel Dias Neto, do A.C.Camargo Cancer Center), entre outros. Com informações da USP

Tags:

células humanas, Human Cell Atlas

Compartilhe: