Mais de 17 milhões de pessoas no mundo morrem, por ano, vítimas de doenças cardiovasculares¹; no Brasil é a principal causa de óbito com 360 mil casos anuais². O diagnóstico preciso, uma terapia adaptada e um acompanhamento contínuo podem salvar vidas

A Siemens Healthineers convida os profissionais da saúde a participarem da Semana Cardio Time, que se realizará na última semana do mês 

Os homens ainda representam a maioria das vítimas de doenças cardiovasculares, porém o que se tem observado nos últimos anos foi o aumento de casos entre as mulheres. Inúmeros fatores têm contribuído e, por isso, é necessário cada vez mais consultas médicas, com diagnósticos constantes e acompanhamento contínuo. Hoje, são 17 milhões de mortes, por ano, no mundo; 360 mil casos somente no Brasil onde representa a principal causa de óbito¹ e dentro desse número são 30% de infartos ocorridos em mulheres².

Os números são alarmantes²:

– A cada ano, 40% das mulheres apresentam um aumento da cintura abdominal

– Mais de 20% fumam

– Ex-fumantes são 18%

– Com níveis de pressão arterial acima do ideal são 23%

– 21% possuem níveis de colesterol alterado

Além disso, as mulheres estão inseridas no mercado de trabalho cada vez mais competitivo e com acúmulo de funções entre os compromissos profissionais com os cuidados familiares. A OMS também alerta que para 2030 estima-se que 23,6 milhões de pessoas morrerão devido aos problemas cardiovasculares e que este continuará sendo a principal causa de óbitos em nível global¹.

“São várias as explicações fundamentais para a grande quantidade de mortes por enfermidades cardíacas, entre elas: falhas no sistema de saúde, deficiência nos tratamentos, aumento dos fatores de risco, que muitas vezes está relacionado a falta de programas de prevenção que poderiam ajudar a diminuir o risco desse tipo de enfermidade e seu agravamento. Por isso, a Siemens Healthineers trata as doenças do coração com seriedade e prima pelo primeiro passo para diminuir a quantidade de mortes com a prevenção”, afirma Claudio Campos, Diretor de Doença Arterial Coronária da Siemens Healthineers para América Latina.

As soluções digitais voltadas para a área da saúde são grandes aliadas para se descobrir as causas e o estado atual do paciente, e também podem demonstrar a probabilidade do aparecimento ou desenvolvimento dos problemas cardiovasculares. Sem dúvida, esse é um tipo de informação que ajuda os médicos a terem um panorama mais amplo e decidir pelo caminho mais adequado para aquele paciente: quais os exames que precisará fazer e o tratamento mais adequado a ser adotado.

“Para aumentar a esperança de vida dos pacientes com essas enfermidades, é essencial proporcionar um diagnóstico preciso, uma terapia adaptada e um seguimento contínuo. Dispor da informação adequada é importante para salvar milhões de vidas que padecem por problemas do coração”, acrescenta Campos.

As dietas pouco saudáveis, falta de atividade física, fumar e ingerir bebidas alcóolicas são os principais fatores de risco para as enfermidades cardiovasculares e AVC (Acidente Vascular Cerebral). Durante os exames para diagnóstico é possível verificar se a pressão arterial está alta, a taxa de glicose no sangue, os níveis de colesterol, sobrepeso e obesidade. É possível medir esses índices em centros de atenção primária por meio dos exames de colesterol total, pressão sanguínea e ensaio de proteína C-Reativa de alta sensibilidade (hs-CRP), glicose no sangue, que pode indicar maior risco de ataque cardíaco, AVC, insuficiência cardíaca e outras complicações.

Se o paciente mostra o desejo de mudar hábitos como parar de fumar, reduzir a ingestão de sal, comer mais frutas, legumes e verduras, praticar uma atividade física com regularidade e evitar bebidas alcóolicas pode-se reduzir as enfermidades cardiovasculares. Também há uma série de fatores sociais, econômicos e culturais: a globalização, o envelhecimento, a pobreza, o estresse e a hereditariedade tendem a ser também determinantes. O tratamento medicamentoso, em muitos casos, pode auxiliar no controle do colesterol e diabetes e diminuir as chances de ataques cardíacos e AVC.

O número de mortes se deve também a dificuldade para identificar os sintomas mais comuns, especialmente as enfermidades de obstrução dos vasos sanguíneos. Nesses casos, se chegar a uma fase aguda pode causar uma parada cardiorrespiratória ou AVC. Os sintomas de um ataque cardíaco incluem dor no centro do peito, braços, o ombro esquerdo, cotovelos, na mandíbula ou nas costas, dificuldade para respirar, náuseas, vômito e desmaio.

As pessoas que apresentam esses sintomas devem procurar imediatamente um médico e realizar exames, que podem ajudar a identificar um infarto agudo, como um eletrocardiograma, exames de laboratório como Troponina de Alta Sensibilidade e Peptídeos Natriuréticos tipo B, além de imagens de diagnóstico cardíaco, que também podem auxiliar na escolha do tratamento mais adequado e evitar o risco de morte.

A Siemens Healthineers, em seu compromisso com a diminuição da mortalidade causada pelas doenças cardiovasculares e também devido a data do Dia Mundial do Coração em 29 de setembro, convida os profissionais da saúde a participarem da Semana Cardio Time, que se realizará na última semana do mês e terá quatro módulos que abordarão temas como o diferencial no diagnóstico das artérias coronárias, a gestão de cardiopatias estruturais complexas e difíceis, o manuseio de arritmias e insuficiência cardíaca e as terapias adequadas para as enfermidades cardíacas.

Referências bibliográficas

1. OMS – https://www.who.int/

2. HCor – https://www.hcor.com.br/imprensa/noticias/cerca-de-30-dos-casos-de-infarto-tem-mulheres-como-vitima/

Tags:

doenças cardiovasculares, Semana Cardio Time, Siemens Healthineers

Compartilhe: