A Mobius Life Science possui kit para detecção da hanseníase através da tecnologia de PCR e DNA-STRIP

Este é o primeiro sistema de teste comercial para a detecção molecular de Mycobacterium leprae

O Brasil está em terceiro lugar global no ranking de casos de hanseníase por ano – são cerca de 25 mil, conforme o Ministério da Saúde, fica atrás apenas da Índia e Indonésia. Embora a doença ainda esteja cercada de preconceitos, tem cura, sem sequelas e sem expor outros ao risco.

A hanseníase é uma doença infectocontagiosa crônica causada pela bactéria Mycobacterium leprae, que infecta o ser humano pelas vias respiratórias, afetando sobretudo a pele e os nervos periféricos. Quando não tratada, pode levar à cegueira e incapacitações de membros superiores e inferiores causadas pela perda da sensibilidade.

O tratamento é longo e feito com antibióticos – Rifampicina, Dapsona e Clofazimina por, no mínimo, seis meses, podendo chegar a alguns anos, dependendo da forma da doença. A grande dificuldade do tratamento é a interrupção do uso dos medicamentos antes do tempo ocasionando reinfecções e favorecendo o surgimento de bactérias multirresistentes.

Neste contexto, as técnicas de biologia molecular são as mais modernas e com maior precisão para detecção da Mycobacterium leprae e sua resistência. O kit GenoType LepraeDR é baseado na tecnologia de PCR e DNA-STRIP. O DNA é extraído a partir de amostras de baciloscopia cutânea positiva, amplificado por PCR. Através das fitas Hain é possível identificar a resistência contra as principais drogas no tratamento da hanseníase.

– Primeiro sistema de teste comercial para a detecção molecular de Mycobacterium leprae.

– Detecção de resistência às drogas de primeira e segunda linha, em um único passo.

– Resultados disponíveis em algumas horas, comparado com várias semanas para detecção convencional.

Saiba mais clicando aqui.

Para mais informações:

(41) 2108-5296

[email protected]

Tags:

biologia molecular, hanseníase, kit GenoType LepraeDR, Mobius Life Science

Compartilhe: