Bolsista conduzirá estudos sobre o microbioma de plantas em Centro de Pesquisa em Engenharia apoiado pela Fundação e pela Embrapa na Unicamp

O Centro de Pesquisa em Genômica Aplicada às Mudanças Climáticas (GCCRC) oferece uma vaga de treinamento técnico nível cinco (TT-5) com bolsa da Fapesp. O prazo de inscrição se encerra no dia 13 de setembro de 2019.

Com coordenação do professor Paulo Arruda, o GCCRC é um Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE) apoiado pela Fapesp e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), sediado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

A equipe do GCCRC usa estratégias como a modificação do genoma e o estudo dos microbiomas, valendo-se de tecnologias das “ciências ômicas” (genômica, transcritômica, proteômica e metabolômica), bioinformática, descoberta de genes, transformação de plantas, edição de genoma, fenotipagem e ensaios de campo.

O bolsista fará pesquisas na área de microbioma de plantas, envolvendo análise de dados de comunidades microbianas associadas às espécies vegetais. Trabalhando em conjunto com o time de pesquisa, terá oportunidade de fazer análises de novos microrganismos, genes e vias com aplicações em sistemas agrícolas.

Os candidatos devem ser graduados em biologia, bioquímica, farmácia, biotecnologia, computação ou campos relacionados. São exigidos: conhecimento de análise de dados de sequenciamento de 16S/ITS, montagem de genomas microbianos e metagenomas, habilidades de programação e experiência em Linux/Unix e análise de dados “ômicos”. É desejável pós-graduação com experiência em análise de dados de bioinformática.

Para se inscrever à vaga, o candidato deve enviar o currículo vitae e uma carta de apresentação para o e-mail [email protected], com o assunto “TT-V em Microbioma de Plantas”.

Mais informações aqui.

Na categoria de Bolsa TT-5, a vaga é voltada a profissional graduado, especialista em TI com pelo menos cinco anos de experiência após a graduação ou título de doutorado (preferível doutor em computação), sem vínculo empregatício, com dedicação de 40 horas semanais às atividades de apoio ao projeto de pesquisa. O valor da bolsa é de R$ 7.372,40 mensais.

Compartilhe: