Candidato deve ter formação na área da saúde e experiência prévia com cultura de células e técnicas de biologia molecular. Inscrições até 1º de fevereiro

Uma oportunidade de pós-doutorado com bolsa da Fapesp está disponível pelo projeto “Os efeitos do exercício aeróbio sobre a função e expressão hepática da MTCH2: um estudo da bancada ao leito para o controle da DHGNA”. O prazo de inscrição vai até 1º de fevereiro de 2021.

O projeto é conduzido na Faculdade de Ciências Aplicadas da Universidade Estadual de Campinas (FCA-Unicamp), em Limeira, sob a coordenação do professor Leandro Pereira Moura.

O pós-doutorando participará de pesquisa que procura elucidar, de forma translacional, como uma proteína de membrana mitocondrial hepática pode participar no acúmulo de gordura no fígado. Em seguida, o estudo tentará compreender se essa pode ser mais uma via de sinalização pela qual o exercício físico promove seus efeitos benéficos na doença hepática gordurosa não alcoólica.

O candidato deve ter formação na área da saúde e experiência prévia com cultura de células e técnicas de biologia molecular, como tecnologia do DNA recombinante e análises de expressão gênica.

É desejável que também tenha conhecimento sobre as técnicas de CRISPR/Cas9, Cre/LoxP e cultura de células primárias.

O processo de seleção consistirá na análise dos documentos de inscrição do candidato e entrevistas com os selecionados. O resultado do processo de seleção será informado por e-mail. A entrevista será agendada também por e-mail. A previsão de início das atividades é fevereiro de 2021.

Para se candidatar, os interessados devem enviar súmula curricular para o e-mail do professor Moura ([email protected]) e colocar “Aplicação para bolsa pós-doc Fapesp” no campo de assunto.

Mais informações sobre a vaga aqui.

A oportunidade de pós-doutorado está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da Fapesp no valor de R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 10% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precise se mudar, poderá ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da Fapesp aqui.

Compartilhe: