Vaga é para projeto dedicado a buscar e validar novos alvos moleculares para o tratamento da malária vivax

O Projeto Temático “Desenvolvimento de novas ferramentas para busca e validação de alvos moleculares para terapia contra Plasmodium vivax” dispõe de uma oportunidade de pós-doutorado com bolsa da Fapesp. O prazo de inscrição se encerra em 28 de julho de 2021.

No Laboratório de Doenças Tropicais do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o bolsista trabalhará na caracterização fenotípica de esquizontes na medula óssea e no sangue periférico de pacientes infectados.

O candidato deve ter doutorado recente em biologia, medicina, medicina tropical, saúde pública ou ciências da saúde. Entre os requisitos estão: atuação em pesquisas envolvendo doenças tropicais, principalmente malária; experiência internacional; disponibilidade de viagem para a área endêmica de malária na Amazônia; bom histórico de publicações, incluindo experiência na redação de relatórios científicos e manuscritos de forma independente.

Além disso, o candidato também deve ter bom treinamento em cultura de células e/ou ensaios fenotípicos e cultivo in vitro de Plasmodium e conhecimento em análise de dados utilizando o R Studio.

Interessados devem enviar para o e-mail do professor Fabio Trindade Maranhão Costa ([email protected]) currículo, lista das técnicas de laboratórios com as quais estão familiarizados, certificado de doutorado e carta de recomendação de profissional da área.

A seleção será realizada por análise da documentação e entrevista com os candidatos pré-selecionados. O resultado será informado por e-mail e as atividades terão início em 1º de setembro de 2021.

Mais informações sobre a vaga aqui.

A oportunidade de pós-doutorado está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá Bolsa de Pós-Doutorado da Fapesp no valor de R$ 7.373,10 mensais e Reserva Técnica equivalente a 10% do valor anual da bolsa para atender a despesas imprevistas e diretamente relacionadas à atividade de pesquisa.

Caso o bolsista de PD resida em domicílio fora da cidade na qual se localiza a instituição-sede da pesquisa e precise se mudar, poderá ter direito a um auxílio-instalação. Mais informações sobre a Bolsa de Pós-Doutorado da Fapesp estão disponíveis aqui.

Compartilhe: